CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

IMS ASSESSORA REDE BRAGANTINA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA



A Rede Bragantina faz parte do Projeto da Rede Brasileira de Comercialização Solidária – Rede ComSol , projeto do Governo Federal executado pelo IMS. 



 

Um dos empreendimentos que o IMS assessora é a Rede Bragantina no Pará que reúne atualmente vinte e sete organizações membros que trabalham por uma cultura de sustentabilidade a partir de novas relações econômicas, afetivas, de gênero e etnia, no sentido da existência humana. A missão da Rede é produzir com respeito as culturas, as sinergias da natureza, valorizando os agroecosistemas locais, na perspectiva da segurança alimentar e desenvolvimento sustentável.
A Rede Bragantina está em sete Municípios do Território Nordeste Paraense, tendo como referencia a articulação Santa Luzia do Pará – Pará – Maranhão, com os municípios de Cachoeira do Piriá, Viseu e Capitão Poço, sendo 1 Cooperativa de Agricultores familiares; 4 – Associações de Agricultores familiares; 9 Associações de Remanescente de Quilombo; 1 Associação de Mulheres; 5 Grupos de Mulheres Quilombola; 1 Feira de Agroecologia e Agricultura Familiar; 1 Conselho local. Entidade de promoção deste coletivo, Centro CEDIAM (Centro de Educação e Desenvolvimento Integrado na Amazônia)  e  CEDENPA (Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará)

VEJA OUTRAS INFORMAÇÕES:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...