CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

domingo, 29 de julho de 2018

XVI CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE ETNOBIOLOGIA


O XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia, em conjunto com o XII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, será realizado entre os dias 7 e 10 de agosto de 2018 em Belém do Pará. O evento é organizado pela Universidade Federal do Pará e o Museu Paraense Emílio Goeldi, em colaboração com a Sociedade Internacional de Etnobiologia (ISE) e a Sociedade Brasileira de Etnobiologia e Etnoecologia (SBEE).  O primeiro Congresso Internacional de Etnobiologia, organizado pelo Museu Goeldi, foi realizado em Belém em 1988. O evento culminou na Declaração de Belém, documento pioneiro que destacou a conexão entre os povos tradicionais e a biodiversidade, reivindicando seus direitos sobre territórios, recursos naturais e conhecimentos ancestrais.

O evento tem como tema central "Belém +30. Os direitos dos povos indígenas e populações tradicionais e a conservação da biodiversidade três décadas após a Declaração de Belém.” O objetivo deste congresso é refletir sobre a Declaração de Belém e o campo da Etnobiologia ao longo dos últimos trinta anos, focando nos avanços e desafios científicos, éticos, jurídicos e políticos relacionados aos povos indígenas e populações tradicionais e o uso sustentável da biodiversidade. 

FONTE

quinta-feira, 26 de julho de 2018

DESMATAMENTO E BARGANHAS POLÍTICAS COMPROMETEM METAS BRASILEIRAS DE EMISSÃO DE GÁS CARBÔNICO


Apesar de a política brasileira de combate ao desmatamento ter sido aprimorada nos últimos anos, um estudo recente realizado por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de Janeiro - UFRJ, da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG e da Universidade de Brasília - UnB demonstra que as barganhas concedidas pelo Estado brasileiro até 2016 podem reverter os índices de desmatamento no país e comprometer a meta brasileira de redução das emissões de gás carbônico assumidas no Acordo de Paris. Segundo um dos coautores da pesquisa, Raoni Rajão, da UFMG, embora o governo tenha fortalecido as políticas de controle ao desmatamento, de outro lado “houve uma pressão e uma sinalização pró-desmatamento maior, que acabou anulando ou se sobrepondo à pressão antidesmatamento. O que tentamos mostrar neste estudo é justamente essa situação paradoxal, na qual a capacidade de controle do desmatamento se manteve, mas, ao mesmo tempo, a pressão pró-desmatamento aumentou”, explica.

Confira a entrevista a Raoni Rajão

'É DIÁRIO', DIZ PROFESSOR SOBRE INTOXICAÇÃO POR AGROTÓXICO EM ESCOLAS


Mais de cinco anos depois que 90 crianças foram intoxicadas quando um avião pulverizou agrotóxicos sobre uma escola em Rio Verde, interior de Goiás, alunos e professores da região continuam expostos à intoxicação dos químicos cotidianamente. Essa é a denúncia feita por Hugo Alves dos Santos, diretor da escola em 2013, ano do acidente, e uma das suas vítimas.




segunda-feira, 16 de julho de 2018

INTERCAMBIO TÉCNICO: ECRAMA, REDE BRAGANTINA E ASAS DOS PRETOS


Os representantes da coordenação da  Escola ECRAMA, juntamente a dois representantes dos empreendimentos associativos da Rede Bragantina, participam do intercambio realizado na comunidade quilombola de Santo Antonio – município de Penalva – MA, no período de 09 à 15 de julho.
Os objetivos desta vivência, promovida pela associação Asas dos Pretos em parceria com Rede Bragantina e Escola ECRAMA, foi de promover formação prática na transformação da mandioca e seus derivados, bem como troca de saberes tradicionais e segurança alimentar, entre seus associados e comunidades vizinhas.
Com esta iniciativa, a associação ASAS DOS PRETOS, quere oportunizar alternativas na produção diversificada de produtos da Agricultura Familiar, visando uma alimentação saudável entre as famílias beneficiarias, e, quando for possível, comercializar os mesmos através o circuito da Economia Solidária.  





Melhoramento dos produtos derivados da mandioca:
farinha lavada e da tapioca, goma e tucupi



Valorização dos saberes e sabores tradicionais
Oficina de produtos fitoterápico e alimenticios  

domingo, 1 de julho de 2018

ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA COOMAR


Neste domingo, 01 de Julho 2018, a cooperativa COOMAR realiza sua Assembleia Extraordinária. Na oportunidade comemora 22 anos de sua fundação.

No edital de convocação a cooperativa convida seu 54 cooperados efetivos, e os 12 que, após os dois momentos de formação, concluíram os 6 meses de experiencia, para ingressar como cooperados efetivos na COOMAR. Todos juntos discutem discutirem os vários assuntos previstos.

Nova diretoria eleita da cooperativa COOMAR

Entre eles, eleição da nova diretoria que finda seu mandato de dois anos, possíveis mudanças no estatuto e mais uma apresentação do projeto Programa de Aquisição de Alimento – Doação Simultânea, apresentado à CONAB, beneficiando 10 cooperados fornecedores e 3 associações recebedoras dos produtos, que são responsáveis da distribuição dos produtos entres as famílias carentes do município de Santa Luzia do Pará – PA.

Conselho Fiscal eleito

Parabéns as cooperadas e cooperados da COOMAR para esta caminhada de 22 anos, sendo referência para os Agricultores (as) Familiares do Nordeste Paraense
As atualizações do estatuto, propostas pela diretoria e discutidas na assembleia extraordinária, foram aprovadas

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...