CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

A AGROFLORESTA PODE SALVAR A ABELHA

Segundo estudo da EMBRAPA, a agroflorestal pode ser a salvação da lavoura para os insetos polinizadores, que, se nada foi feito, serão extintos. Abelhas e borboletas estão sumindo por causa das mudanças climáticas, da destruição do meio ambiente, do uso indiscriminado de agrotóxicos e da monocultura. E a agricultura sintrópica CONTINUA, FONTE: UMA GOTA NO OCEANO




LISTA SUJA TRABALHO ESCRAVO

Criada em 2003, a Lista Suja do Trabalho Escravo era mantida a sete chaves dentro do Ministério do Trabalho. Nesta semana o ministro Alberto Bresciani do Tribunal Superior do Trabalho (TST) derrubou a liminar do Ministro Ives Gandra, que possibilitava ao governo não divulgação dos nomes das empresas e empresários que mantinham escravos trabalhando em pleno século XXI.

ParáMinas GeraisSão PauloBahia e Paraná lideram a lista dos Estados da Federação com maior número de escravos. Dos 26 estados e o Distrito federal, apenas 27 unidades federativas CONTINUA


sexta-feira, 20 de outubro de 2017

ALIMENTOS CONTAMINADOS POR AGROTÓXICOS: FIQUE LIGADO NA LISTA DA ANVISA

Em pleno ano de 2017 na busca por uma vida mais saudável, descobrimos que não estamos tão saudáveis assim. Enquanto comíamos mais verduras e legumes, estávamos ingerindo mais agrotóxicos que nutrientes. 
Isso mesmo! Infelizmente, os agrotóxicos são encontrados em quase tudo que comemos. E esse veneno acabou por se tornar parte das nossas vidas. Agora, muitas pessoas estão repensando seus conceitos do que é ou não saudável.

Tudo isso se deve a uma lista divulgada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Essa lista mostra quais alimentos são os mais contaminados por agrotóxicos no Brasil. Muitos dos alimentos que são considerados saudáveis pela população exibiram altos níveis de contaminação. Para esse teste foram verificados: ARTIGO NA INTEGRA


Mais informações no portal da ANVISA

NOVA CARACTERIZAÇÃO DE TRABALHO ESCRAVO COM A PORTARIA 1.1259

O ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira alega "segurança jurídica" para tentar justificar a Portaria 1.129. Foi o mesmo argumento usado para não publicar, durante quase três anos, a chamada "lista suja", com empresas que utilizam mão de obra análoga à de escravidão. Suspensa desde junho de 2014, a relação só voltou a ser publicada em março deste ano, em versão reduzida na comparação com as anteriores: 68 nomes. "O ministro do Trabalho e o governo buscam em todas as oportunidades alternativas para livrar os escravagistas", diz o presidente do SINAIT  CONTINUA


Fonte Rede Brasil Atual - RBA, 19-10-2017


terça-feira, 17 de outubro de 2017

POVOS INDÍGENAS E CRIAÇÃO: UM SÍNODO DOS BISPOS ESPECIAL PARA A REGIÃO PANAMAZÔNICA

Cativante e singular a proposta do Papa Francisco, uma Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a região panamazônica. A Igreja é chamada a “identificar novos caminhos para a evangelização dos indígenas, muitas vezes esquecidos e sem a perspectiva de um futuro sereno, também por causa da crise da floresta amazônica”.

Um Sínodo dedicado a refletir sobre os povos e nações que vivem na floresta tropical da Amazônia, povos que pertencem atualmente a nove países: Brasil (67%), Peru (13%), Bolívia (11%), Colômbia (6%), Equador (2%), Venezuela (1%), SurinameGuianaGuiana Francesa (juntos 0,15%). SAIBA MAIS

17 DE OUTUBRO DIA DA AGRICULTURA

Dia da Agricultura é comemorado anualmente em 17 de outubro. Esta data celebra uma das atividades mais antigas da humanidade: a “arte” de cultivar a terra, retirando dos campos alimentos essenciais para a subsistência e manutenção do ser humano.
A agricultura é motivo de homenagem em outras datas ao longo do ano, como em 20 de março, considerado o Dia Mundial da Agricultura.

Provavelmente, o dia 17 de outubro também é motivo de celebração por fazer parte das comemorações do Dia Mundial da Alimentação, que ocorre anualmente em 16 de outubro, desde 1945.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

REUNIÃO DA REDE BRAGANTINA NA COMUNIDADE PIMENTEIRA

A reunião do Conselho da Rede Bragantina, aconteceu nos dias 14 e 15 de outubro, na comunidade remanescente de quilombo da Pimenteira – município de Santa Luzia do Pará. contando com a presença de 60% dos empreendimentos da Rede Bragantina.  Nestes 2 dias de vivências e aprendizados coletivo, os conselheiros trouxeram as necessidades e desafios, sobre questões
Foto de grupo dos participantes da reunião da Rede Bragantina

DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO

Dia da Mundial da Alimentação é comemorado dia 16 de outubro em diversas partes do mundo. A data foi implementada para alertar para a importância alimentação saudável, acessível e de qualidade denominado de “Segurança Alimentar e Nutricional”, e ainda, para os problemas sociais associados a ela, por exemplo, a fome, a desnutrição, a pobreza, dentre outros.

A data foi criada para assinalar a fundação da “Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação” (FAO-Food and Agriculture Organization) fundada em 1945. Seu principal objetivo é elevar os níveis de nutrição mundiais. Estabelecida pela ONU em 1979, o Dia Mundial da Alimentação ocorre em mais de 150 países no mundo desde 1981, donde cada ano, um tema alerta para sua importância.


quinta-feira, 12 de outubro de 2017

AGROBIODIVERSIDADE: CULTURA, SABERES E CONVIVENCIA

Nos dias 11 e 12 de outubro, a dra Tatiana Sá, coordenadora do Núcleo Puxirum Agroecologico da Embrapa / Cpatu, e a dra Marina  Padrão Temudo da Universidade de Lisboa, com larga experiencia de trabalho com agricultores familiares, na África, (Guiné Bissau, Luanda e Cabo verde), com pesquisa sobre Agrobiodiversidade e Segurança Alimentar. Com elas visitamos a comunidade remanescente de quilombo de Três Voltas, a comunidade de agricultores familiares de São Bento e o acampamento Quintino Lira.

O diálogo com essas diferentes

Visita comunidade Três Volta - Santa Luzia do Pará 

Alunas da escola ECRAMA do acampamento Quintino Lira

domingo, 8 de outubro de 2017

CÍRIO DE NAZARÉ NA AMAZÔNIA

Em Belém do Pará – Brasil, neste domingo 08 de outubro, uma multidão acompanhando em procissão uma das cerimônias mais emocionantes da festividade nazarena, o Círio de Nazaré.


A tecnologia a serviço da fé. Conheça um pouco da história do Círio de Nazaré, suas tradições, símbolos, orações e músicas. Fique por dentro da programação da festa e acompanhe o posicionamento da Berlinda de Nossa Senhora de Nazaré em tempo real durante todas as romarias oficiais. Desenvolvido pela empresa paraense Ideias Mobile, o aplicativo pode ser baixado gratuitamente nos links:


No decorrer do ano todo os devotos de Nossa Senhora de Nazaré, podem visitar um espaço que homenageia Nossa Senhora e mostra um pouco dos aspectos do Círio. O espaço abriga

domingo, 1 de outubro de 2017

ESCOLA ECRAMA GUARDIÃ DA BIODIVERSIDADE

A importância do trabalho de educação continuada na dimensão da sócio agroecologia, se revela na sensibilidade, no cuidado em retomar hábitos alimentares importantes para substituição de produtos industrializados nas refeições.
No ano 2015, um aluno da escola ECRAMA, morador na comunidade de Monte Alegre, município de Augusto Correa, levou para escola a semente do Cará espinho - Dioscorea altissima. Lam. Comentando sobre os aspectos dessa planta, até então desconhecido por 23 jovens agricultores da turma do ensino médio, presente neste ano.
Em setembro daquele mesmo ano, aconteceu em Belém, o IX Congresso Brasileiro de Agroecologia. Dentre a diversidade de produtos da Amazônia, encontramos um professor IFAM / LÁBREA, com uma amostra de Cará espinho, que segundo ele, pesava 30Kg, havia também mudas a venda e no último dia do Congresso, foi servido, para degustação, sopa do cara espinho. Os (as), que tiveram oportunidade de degustar, o retorno unanime. Uma delícia!
Os alunos da ECRAMA trocaram com o professor sementes do cará. Ainda em 2015, a semente levada pelo aluno  e da troca no CBA, foram plantadas na escola ECRAMA. Eis ai! O fruto desse belo gesto. Vamos repassando para os jovens guardiães da turma 2017 do curso Agroecologia e Cidadania.



I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...