CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

NOVA CARACTERIZAÇÃO DE TRABALHO ESCRAVO COM A PORTARIA 1.1259

O ministro do trabalho, Ronaldo Nogueira alega "segurança jurídica" para tentar justificar a Portaria 1.129. Foi o mesmo argumento usado para não publicar, durante quase três anos, a chamada "lista suja", com empresas que utilizam mão de obra análoga à de escravidão. Suspensa desde junho de 2014, a relação só voltou a ser publicada em março deste ano, em versão reduzida na comparação com as anteriores: 68 nomes. "O ministro do Trabalho e o governo buscam em todas as oportunidades alternativas para livrar os escravagistas", diz o presidente do SINAIT  CONTINUA


Fonte Rede Brasil Atual - RBA, 19-10-2017


Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...