CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

terça-feira, 29 de setembro de 2015

REDE BRAGANTINA E ESCOLA ECRAMA NO IX CBA



A Escola ECRAMA, juntamente a Rede Bragantina, estão participando do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia – CBA, com estandes expositivos. 
Os estudantes do ensino médio – Agroecologia da ECRAMA, preparam cerca de 40 variedades de sementes para exposição e troca, destacando-se: hortaliças, feijão caupi, milho e espécies adubadeiras, além de adubos orgânicos.
No primeiro dia do CBA, os alunos participantes da Escola ECRAMA, destacaram a oportunidade de trocar ideias com pessoas de outros Estados sobre multiplicação de sementes. O público visitante do espaço de exposição parabenizou o trabalho da Escola, por colocar a disposição muitas variedades de sementes, reciclando papel para fazer embalagem.  Dentre as falas, foi registrado “Foi uma boa ideia dar sementes de presente.”

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

IX CBA INSTALADO EM BELÉM DISCUTE DESAFIOS À SOBERANIA



Luta e esperança deram a tônica do início dos trabalhos do IX Congresso Brasileiro de Agroecologia nesta segunda-feira (28), no Hangar, em Belém/PA. Os dois elementos estiveram presentes na apresentação de uma mística e nas considerações dos membros da mesa de abertura. O evento reúne mais de 3,1 mil participantes e dois eventos paralelos, o VI Seminário Estadual de Agroecologia e VII Encontro Nacional dos Grupos de Agroecologia (Enga), este, na Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

Fonte: cbaagroecologia.org.br

A presidente da Associação Brasileira de Agroecologia

sábado, 12 de setembro de 2015

REUNIÃO DO CONSELHO DA REDE BRAGANTINA



Nesta sexta-feira, 11 de Setembro, na comunidade Sete Ilhas – município de Viseu aconteceu à reunião mês de setembro do Conselho de Representantes da Rede Bragantina. Com a participação de 45 homens e mulheres, entre vinte e quatro conselheiros (as), dos EES, assessores e lideranças das Associações da comunidade Novo Estirão e Braço Preto, que solicitaram adesão à Rede Bragantina.
·        Sobre o Premio Boas Práticas de Economia Solidária, promovido pelo BNDES, o qual a Rede Bragantina foi contemplada, foi encaminhado pelo conselho, que deve atender ao fortalecimento dos EES em trabalhos de geração de renda, focados na Agroecologia, na formação, e as ações com jovens.
·        Cada empreendimento terá direito a uma vaga para participação no IX Congresso Brasileira de Agroecologia.
·        Relato da visita do assessor do Instituto Vitória Regia - IVR, aos empreendimentos contemplados no projeto de Fundos Solidários do convênio SENAES - IVR, e anuncio do início as oficinas a partir do mês de outubro.
·        Organização das comissões  do Sarau Cultural e Almoço Solidário, que acontecerá nos dias 12 e 13 de Dezembro, em Santa Luzia do Pará;
·        Ações e encaminhamentos da parceria da Rede Bragantina, Escola ECRAMA, EMBRAPA, BASA e escritório local da EMATER Santa Luzia.
·        Agenda de cursos, intercâmbios e visitas do mês de setembro e outubro.
A próxima reunião do Conselho será dia 16 de Outubro, na sede da Rede Bragantina, em Santa Luzia do Pará.



REDE COMSOL REALIZA O I INTERCÂMBIO ENTRE OS EMPREENDIMENTOS



A Rede ComSol – Rede Brasileira de Comercialização Solidária realizou o I Intercâmbio dos pontos fixos no Mato Grosso do Sul, com a participação de 13 empreendimentos vindos de vários Estados do Brasil, mais especificamente  de Al, CE, ES, MG, MS, BA, MA, RN, MT, PB.  A Central de Comercialização de Economia Solidária – CCES  é a anfitriã, e teve como objetivo apresentar a sua forma de gestão e organização, com 9 anos de existência e a participação de 200 grupos de todo o Estado na comercialização de  produtos vindos do artesanato, decoração, vestuário, alimentos, além de serviços de massoterapia, cabeleireiro e lanchonete.  O ponto forte é  a influência da cultura regional, indígena e quilombola na formatação e apresentação dos produtos, a troca de experiências foi um ponto positivo entre os pontos fixos e a Central,  como uma forma de conhecer realidades diferentes, promovendo o conhecimento e novas formas de gestão que impulsionam a comercialização nas localidades.


A Central de comercialização

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

GRITO DOS EXCLUÍDOS



Enquanto oficialmente se comemorava o dia da ‘independência’, no dia 7 de Setembro, milhares de pessoas em todo o Brasil, foram às ruas defender a democracia, os direitos sociais e políticas voltadas para o “povo mais pobre”; segundo os movimentos populares “esse é um ‘grito da senzala’ contra os senhores do poder”.

Fonte: Agência Brasil de Fato 


segunda-feira, 7 de setembro de 2015

DESFILE 7 DE SETEMBRO


Os alunos Jon Lenon e Isaque, representando a Turma de ensino Médio da Escola ECRAMA, participando do desfile organizado pela PREFEITURA, SEMED e SEMAS, de Santa Luzia do Pará. Numeroso o publico, acompanhando pelas ruas da cidade, o desfile das escolas da sede e do interior do município

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...