CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL



Terminou nesta quarta feira, 25 de Setembro, a primeira parte da programação da 11ª SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, com tema Soberania, Segurança Alimentar Sustentável e Nutricional. A programação da Rede Bragantina aconteceu entre palestras e oficinas práticas de preparo de alimentos com uso de produtos locais, em Belém, Bragança, Augusto Correa e Santa Luzia do Pará. Participaram das atividades cerca de 150 pessoas dos grupos integrantes da Rede Bragantina e convidados.
O testemunho do trabalho de educação alimentar, orientado pela Dra Clara Takaki Brandão, foi relatado por inúmeras mulheres participantes, notadamente depois que integrar no habito alimentar o uso da multimistura.   
A programação continua com as atividades programadas em Belém, tendo culminância no Festival da Gastronomia Inteligente, neste Domingo dia 28, no parque do  Museu Paraense Emílio Goeldi.
PARTICIPE: “SEU CONSUMO MUDA O MUNDO”

 Dra Clara Takaki Brandão

Pastoral de Criança - Bragança

Prefeitura Augusto Correa

 Grupo de Mulheres - Santa Luzia

domingo, 21 de setembro de 2014

SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL



Nesta segunda feira, 22 de Setembro, iniciam as atividades da 11ª SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, com tema Soberania, Segurança Alimentar Sustentável e Nutricional. O evento é organizado pelo Museu Paraense Emílio Goeldi, patrocínio do Ministério de Ciências, Tecnologia e Inovação, empresa Supergasbras, e como parceiros a Rede Bragantina de Economia Solidária. No decorrer da semana de evento, que termina no domingo 28 Setembro a Dra Clara Takaki Brandão, ministrará palestra teórica e vivencias práticas através a preparação de prato com uso de produtos regionais.
CONFIRA A PROGRAMAÇÃO E VENHA PARTICIPAR 
  

MAIS RENDA E MAIOR ACESSO A ALIMENTOS



Relatório da FAO destaca avanço do país no combate à fome a partir de um conjunto de políticas públicas, explicam superação da fome no Brasil
Brasília, 16 – A superação da fome no Brasil, apontada pelo relatório da FAO “O Estado da Insegurança Alimentar no Mundo”, é resultado da prioridade do Estado Brasileiro no combate à fome, a partir de um conjunto de políticas públicas que garantiram aumento da renda da população mais pobre, maior acesso a alimentos, com especial destaque à merenda escolar, e a consolidação de uma rede de proteção social no país.

Mais renda - Entre os motivos que explicam o desempenho do Brasil na redução da fome, a própria FAO aponta o crescimento da renda da parcela mais pobre da população brasileira. Entre 2001 e 2012, a renda dos 20% mais pobres cresceu três vezes mais do que a renda dos 20% mais ricos. Esse movimento foi garantido por políticas de valorização do salário mínimo e de geração de emprego e renda no país. 

Mais alimentos - Também cresceu a oferta de alimentos. Dados da FAO mostram o aumento de 10% da oferta de calorias no país em 10 anos. A contabilidade considera a oferta de alimentos produzidos no país, já descontadas as exportações e consideradas as importações. Em média, a disponibilidade diária de calorias passou de 2.900 para 3.190, entre 2002 e 2013. 

ABELHAS CONTRA A CÁRIE



O mesmo elemento que é sinônimo de proteção para as abelhas pode virar aliado dos humanos contra a cárie. Assim como o própolis impede a entrada de umidade, vento e luz na colmeia, ele pode combater alguns causadores da doença dental. A resina coletada pelo inseto já é bastante usada por suas propriedades antimicrobianas e anti-inflamatórias para tratar infecções de garganta. Contudo, os benefícios para a saúde bucal ainda não eram conhecidos até uma recente pesquisa brasileira.
O estudo investigou 78 amostras de própolis orgânica, aquela que tem origem em vegetações preservadas, e encontrou propriedades antioxidantes e antimicrobianas.

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

11ª SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores, em diálogo com as  instituições parceiras: MUSEU EMÍLIO GOELDI e OSCIP MORADIA E CIDADANIA – Coordenação Pará, estarão realizando no período de 22 a 28 de Setembro a 11ª SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL, com tema Soberania, Segurança Alimentar Sustentável e Nutricional.
Este evento tem objetivos de:
Estimular agricultores \ agricultoras familiares e consumidores, para cultivar e consumir alimentos regionais, plantas medicinais com práticas sustentáveis, para a autonomia alimentar,  a segurança nutricional, a saude e o bem viver.
Orientar e dialogar sobre bons hábitos alimentares para a saude ensinando e aprendendo a preparar e consumir alimentos saudáveis, com qualidade nutricional.
Incentivar a Rede de produtores e consumidores da Economia Solidária, no Teritório Nordeste Paraense e no Pará.

PARTICIPE: da programação em Santa Luzia do Pará, da 11ª SEMANA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL - Soberania, Segurança Alimentar Sustentável e Nutricional.
ATIVIDADES: Palestra e Vivencias sobre alimentação saudável, saúde e bem viver

PALESTRANTE: Dra Clara Brandão, médica pediatra, nutróloga e pesquisadora. 
EM BREVE SEGUE TODA A PROGRAMAÇÃO


FONTE: arquivo Rede Bragantina

quarta-feira, 3 de setembro de 2014

PLEBISCITO POPULAR


http://www.plebiscitoconstituinte.org.br/sites/default/files/slideshow/banner_voto.png




O que é um Plebiscito Popular?
Um Plebiscito é uma consulta na qual os cidadão e cidadãs votam para aprovar ou não uma questão. De acordo com as leis brasileiras somente o Congresso Nacional pode convocar um Plebiscito.
Apesar disso, desde o ano 2000, os Movimentos Sociais brasileiros começaram a organizar Plebiscitos Populares sobre temas diversos, em que qualquer pessoa, independente do sexo, da idade ou da religião, pode trabalhar para que ele seja realizado, organizando grupos em seus bairros, escolas, universidades, igrejas, sindicatos, aonde quer que seja, para dialogar com a população sobre um determinado tema e coletar votos.
O Plebiscito Popular permite que milhões de brasileiros expressem a sua vontade política e pressionem os poderes públicos a seguir a vontade da maioria do povo.
O que é uma Constituinte?

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...