CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sábado, 14 de fevereiro de 2015

FEIRA DE PRODUTOS ORGÂNICOS BIOFACH - ALEMANHA



Conhecida como a maior feira de orgânico do mundo, a Biofach 2015 expõe na Alemanha produtos tradicionais do Nordeste brasileiro. Consumidores europeus podem conferir, até sexta-feira (14), polpa de fruta, doces e mel produzidos por cooperativas da Bahia e do Piauí. Todos os produtos são certificados.
Fonte: Tássia Navarro / Ascom/MDA

A Cooperativa Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), na Bahia, e a Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro (Casa Apis), no Piauí, são as representantes nordestinas. Elas integram a lista dos 10 empreendimentos da agricultura familiar brasileira selecionados pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) para divulgar seus produtos no evento, que ocorre no Centro de Exposições de Nuremberg.
A gerente comercial da Coopercuc, Jussara Dantas, vê a participação como uma oportunidade de ampliar os negócios internacionais. Essa é a sétima vez que a cooperativa participa da Biofach. Para este ano, a novidade é a polpa de fruta de umbu. “Abrimos uma nova fábrica de polpas de fruta e queremos inserir a polpa de umbu no mercado internacional”, destaca. A cooperativa já exporta os doces para a Áustria e França.
Segunda representante do Nordeste brasileiro, a Central de Cooperativas Apícolas do Semiárido Brasileiro, Casa Apis, participa pela quarta vez da feira. De acordo com o gerente comercial do empreendimento, Wellington Dantas, a cada edição os associados conquistam mais parcerias. “Temos contato com pessoas do mundo inteiro”, acrescenta.
Coopercuc
Com sede no município baiano de Uauá, a 430 quilômetros de Salvador, a cooperativa foi criada em 2004 e passou a integrar agricultores também de Curaçá e Canudos. Trabalha com extrativismo e tem como carro-chefe produtos derivados do umbu, fruto tradicional da região. 249 extrativistas integram a cooperativa. Eles produzem doces, geleias e polpas de frutas como maracujá, goiaba, manga, banana.
Casa Apis 
Fundada em 2005 no município de Picos, a 314 quilômetros de Teresina, a Casa Apis levou mel orgânico para a Biofach 2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...