CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

domingo, 15 de fevereiro de 2015

FESTA NA COMUNIDADE QUILOMBOLA DA NARCISA



Neste domingo 15 de fevereiro, a comunidade Quilombola da Narcisa esteve em festa, inaugurando a tão esperada energia elétrica “Luz para Todos” que neste final de semana foi instalada na comunidade.
A programação deste domingo festivo contou com a apresentação do grupo cultural “Farinhada da Narcisa”. A Rede Bragantina promove ações culturais focadas na arte-educação-cultura, por meio de processos de aprendizagem da expressão corporal e da autoestima. Com patrocínio do Banco da Amazônia, através do projeto Semente Solidária, foi possível adquirir instrumentos musicais e vestimenta para os grupos culturais.  
O projeto Semente Solidária, em fase de finalização, teve como instituição proponente a Associação da Mulher Olimpia da Luz – AMOL, empreendimento membro da Rede Bragantina de Economia Solidária, Este projeto visa desenvolver e apoiar processo de ações educativas e culturais com crianças em situação de risco social no Bairro Novo da periferia da cidade de Santa Luzia do Pará e com os grupos culturais organizados com crianças e jovens, nas comunidades remanescentes de quilombo da Pimenteira e Narcisa.
Participaram do evento empreendimentos membros da Rede Bragantina, AMOL, Pimenteira e Jacarequara e Muruteuazinho, entidade de apoio: Centro CEDIAM / Escola ECRAMA e CEDENPA que, juntamente a Pastoral da Criança de Santa Luzia, implementaram as ações previstas no projeto. Numerosa foi a participação dos moradores das comunidades vizinhas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...