CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

IV MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA

Nesta sexta-feira, 22 de setembro, termina o módulo do curso Agroecologia e Cidadania, iniciado na segunda-feira 18 com a socialização dos trabalhos desenvolvidos pelos educandos no tempo família comunidade.
Os três representantes da ECRAMA, que participaram
Turma Agroecologia e Cidadania


Alunos das comunidades a caminho da escola

do VI Congresso Latino-Americano de Agroecologia e X Congresso Brasileiro de Agroecologia – CBA, expuseram para os demais participantes do curso, as apresentações realizadas no evento, e o bom resultado obtido no espaço dedicado a troca de semente crioula. Aonde a escola foi premiada como guardião de semente crioula. Na oportunidade os alunos estabeleceram norma de utilizo da semente recebida em troca, como multiplicar e difundir a mesma entre os jovens alunos e comunidades.
Outras atividades teórica e prática realizadas nesta semana, enxertia de citros, cuidados básicos e agroecológicos na criação de frango de abate e postura, manutenção de horta orgânica, colheita e armazenamento de feijão orgânico, estudo do mercado e como o agricultor pode passar a lidar com ele.
Esta semana teve também a visita a ECRAMA, da turma de estudante de Mestrado em Linguagem e Saberes da Amazônia do Campus UFPA de Bragança.

Vale lembrar que esta iniciativa da escola ECRAMA é fruto do convenio firmado entre a MISEREOR e OSDB-ECRAMA, sendo parte integrante das ações previstas no projeto “Homens e Mulheres, protagonistas da educação e desenvolvimento local sustentável. ”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...