CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

III ENCONTRO NACIONAL REDE COMSOL



O município de Mendes, no Rio de Janeiro/RJ, recebeu entre os dias 18 e 20 de Agosto, o III Encontro Nacional da Rede Brasileira de Comercialização Solidária (Rede ComSol) e o Seminário Sudeste de Educação Popular em Economia Solidária, com o tema Desenvolvimento Territorial, Sustentável e Solidário.
O evento realizado pelo Instituto Marista de Solidariedade – IMS teve como meta a promoção da Economia Solidária, com a participação de 173 empreendimentos – feiras, lojas, centrais e centros públicos –  vindos de todo o país e teve por objetivo a análise de conjuntura da Economia Solidária no Brasil, assim como propor instrumentos de funcionamento e gestão e desenvolver estratégias de continuidade da Rede ComSol.
O Projeto Rede ComSol e Rede CFES Sudeste é fruto
de um convênio estabelecido entre a União Brasileira de Educação e Ensino/UBEE, por meio do Instituto Marista de Solidariedade/IMS, e a Secretaria de Economia Solidária/SENAES do Ministério do Trabalho e Emprego/MTE, em parceria com fóruns locais e estaduais de Economia Solidária e o Fórum Brasileiro de Economia Solidária/FBES.
O Evento teve a sua abertura com o painel: Análise de Conjuntura “Cenários e perspectivas à luz dos movimentos sociais” , foram feitos cinco grandes painéis de colagem de jornais a partir das cinco categorias: 1. Acontecimentos; 2. Cenários; 3. Atores; 4.Relação de Forças; 5. Articulação entre conjuntura e estrutura, ao final um debate com a contribuição de Sandra Quintela (Sócio economista do Instituto de Políticas Alternativas para o Cone Sul/PACS), de Euclides Mance (Filósofo e Mestre em Educação) e de Pedro Otoni (Cientista Política, Especialista em Economia Política).
O público se reuniu também para discutir  a temática : Território e Territorialidades, com a participação de Regilane Fernandes da Silva, representante da SENAES/MTE e sobre Fluxos de Conhecimentos, Material e Poder com Euclides Mance.
O Evento teve seu encerramento com a entrega do anel de Tucum para todos os participantes, este anel é feito por mulheres da Economia Solidária do Piauí  e é um símbolo que representa a Economia Solidária no Brasil.

Fonte: boletim informativo IMS

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...