CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

VIVENCIAS EM REDE

Nos dias 19 e 20 de agosto, aconteceu a reunião ordinária do conselho  da Rede Bragantina. Conforme aprovado no planejamento de 2017, no segundo semestre deste ano, a reunião mensal acontece em forma de intercambio, sediado por cada empreendimento. Estivemos na comunidade de Tatajuba município de Viseu. Com a presença dos empreendimentos dos municípios de Santa Luzia, Cacheira do Piriá e Capitão Poço. Nestes 2 dias de vivências e aprendizados coletivo, com atividades de Roda de Conversa, coordenada respectivamente pela graduanda em Direito Ranieli Silva  e doutora Tatiana Sá do Nucleo Puxirum Agroecologico da Embrapa / Cpatu. Com a participação de jovens e adultos, num caloroso debate sobre Analise de Conjuntura – Perda de direitos. Agricultura familiar e Segurança Alimentar, com enfoque central para as questões de Produção, Comercialização, Relações de Gênero.
A mini oficina de Educação ambiental, que juntou crianças e adolescente, no acompanhamento de Valeria e Giula. Jovens do serviço civil italiano, que neste ano estão colaborando com as atividades da escola ECRAMA e da Rede Bragantina
A  diretoria da associação de Tatajuba organizou na noite sábado, um momento de Louvor, e no domingo, visitamos a área de trabalho da Associação, onde foi plantado feijão, para produção de sementes, e nos lotes dos associados (as); Madalena, Jaci,  Didi e seu filho Ney, ex aluno da Escola ECRAMA

Momento de debate na vivencia na comunidade Tatajuba - Viseu - PA 

Foto de grupo dos participantes da vivencia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...