CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

terça-feira, 5 de agosto de 2014

OFICINA DE MEDIADORES DE LEITURA



Nos dias 19 e 20 de Julho, a Associação da Mulher Olímpia da Luz – AMOL, empreendimento associativo da Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores, realizou a Oficina de capacitação para Mediadores de Leitura; a oficina faz parte de uma série de atividades previstas no projeto Semente Solidária, tendo como patrocinador o Banco da Amazônia S/A – BASA.
A oficina foi realizada no espaço cedido pela Paroquia de Santa Luzia, com a participação de 16 pessoas, adolescentes, jovens e adultos, moradores do Bairro Novo e das comunidades remanescentes de quilombo da Pimenteira, do Tipitinga e da Narcisa; município de Santa Luzia do Pará.

As facilitadoras, Ana Maria Cabral da Gama e Ângela Maria Cabral da Gama, mediadoras e multiplicadoras da Vaga Lume, envolveram os participantes, destacamos alguns relatos das(os) participantes:

Antônia Luciana Santos Reis  - Estudante Comunidade Jacaréquara: "Mediação de Leitura é compartilhar com as pessoas  o seu conhecimento e aprendizado. O mediador de Leitura tem um papel de realizar conversas, ou seja: organizar um grupo de jovens, crianças e adultos a se dedicar aos livros e também uma aprendizagem de outro mundo. Liberdade de devorar os livros e a praticar melhor a leitura e o que fazer quando chegar na minha comunidade, poder repassar às crianças como é importante a leitura de um livro, como ele pode modificar sua capacidade e desenvolver o mundo da imaginação. Gostei de tudo,  das brincadeiras das aulas sobre o mediador de leitura. Aproveitei cada minuto e estou torcendo para o nova encontro chegar logo"
Senhora Luisa Maria da Silva Amorin – Voluntária Pastoral da Criança: O Curso de Mediação de  Leitura, proporcionou "uma oportunidade de adquirir mais conhecimentos.  Mediação  é ligar duas pontas, unir, servir de ponte. Mediador é ser  uma entre as crianças e o livro". “Foi pouco tempo, precisávamos de no mínimo uma semana, o tempo foi muito curto”
O encerramento dos dois dias, aconteceu na “Casa da Sopa”, estrutura de propriedade da Associação AMOL, onde a mesma associação promove a anos ações de que visam o bem estar daquelas famílias, moradoras do Bairro.    



Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...