CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sábado, 27 de janeiro de 2018

REUNIÃO DE AVALIAÇÃO NAS COMUNIDADES

Recomeçando as atividades para ano de 2018, estão sendo realizadas reuniões nos empreendimentos membros da Rede Bragantina. Com essa metodologia, toda comunidade participa deste processo de avalição do ano 2017 e discute suas prioridades de trabalho para o planejamento da associação local e aquelas em comum, articuladas para o coletivo que compõe Rede Bragantina de Economia Solidária.  No próximo mês de março, os/as conselheiros (as), indicados por cada empreendimento, participam da reunião de planejamento para o ano 2018.
Nesta sexta feira, 26 de janeiro, foram realizadas reuniões nas comunidades quilombola de Três Volta e Tipitinga, bem como na comunidade da Agrovila São Bento.
REUNIÃO AGROVILA SÃO BENTO
REUNIÃO COMUNIDADE QUILOMBOLA TIPITINGA
REUNIÃO COMUNIDADE QUILOMBOLA TRÊS VOLTA

Entre os desafios comuns sinalizados nas três comunidades visitadas, se destaca:
ü  Meio ambiente,
como gerar recurso a partir da preservação e conservação da floresta, e como os órgãos prepostos podem nos ajudar em resistir e / ou defender das ameaças de degradação;
ü  Agricultura como meio de geração de renda para as famílias dos(as) Agricultores(as) Familiares, oportunidades e desafios para diversificar e aumentar a produção dos alimentos
ü  Mercados e comercialização dos produtos, garantia de preço justo, acesso aos mercados institucionais PAA e PNAE municipal
ü  Organização de grupos de mulheres para atividades de agroindústria comunitária

ü  Como envolver os(as) jovens nas atividades da associação / comunidade  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

XVI CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE ETNOBIOLOGIA

O XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia, em conjunto com o XII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, será...