CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

FEBRE AMARELA E TRAGÉDIA DE MARIANA

Deu no Estadão: “Há uma possível relação entre o surto da doença em Minas Gerais e a tragédia causada pelo rompimento da barragem da Samarco – controlada pela Vale e BHP Bilinton que praticamente destruiu a Bacia do Rio Doce.”
A notícia confirmava um “causo” conhecido nos meios ambientais, ocorrido no final de 2015, logo após a tragédia de Mariana. Segundo dizem, o já falecido biólogo André Ruschi, filho do naturalista Augusto Ruschi, pretendendo analisar as condições da bacia atingida pela lama da Samarco, ao visitar uma fazenda no município de Baixo Guandu no Espírito Santo, às margens do Rio Doce, perguntara ao gerente da fazenda se ele ouvia sapos desde a contaminação. Ao receber a resposta negativa, o cientista afirmou: “Se preparem para um surto de Febre amarela, pois, sem peixes e sapos é inevitável que isto aconteça.”


Tragédia de Mariana - Lama da Samarco pode envolver surto da febre amarela

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...