CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

segunda-feira, 20 de março de 2017

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA

Nesta segunda feira, dia 20 de março de 2017, a escola ECRAMA iniciou as atividades da segunda turma do Curso de Agroecologia e Cidadania, o qual compõe uma das metas do projeto “Homens e Mulheres, Protagonistas da Educação e Desenvolvimento Local Sustentável”. O curso tem como objetivo principal capacitar jovens e adultos do campo como agentes de ATER, facilitadores do processo de Transição Agroecológica e Social Agroecológica para gestão de agroecossistemas nas propriedades familiares e em empreendimentos de economia solidária. Os participantes são estudantes, agricultores e professores, dos municípios de Santa Luzia do Pará, Cachoeira do Piriá, Visue, Capanema e Marapanim.
O curso está dividido em cinco módulos, os quais contarão com atividades teóricas e práticas, seguindo a pedagogia da alternância. Dessa forma, os alunos terão o tempo escola e o tempo comunidade para conhecer e desenvolver habilidades de manejo agroecológico junto as suas famílias. Neste primeiro módulo, que ocorrerá até o fim dessa semana, serão abordados os conceitos, princípios e dimensões da agroecologia e a importância da agricultura familiar.
 Apresentação dos participantes do curso Agroecologia e Cidadania
Foto: Josie Helen Ferreira


Momento da mística, leitura de texto.
Foto: Josiele Andrade

O primeiro dia foi dedicado
para apresentação dos participantes do curso (alunos, professores e técnicos); construção coletiva das regras de convivência e; a divisão de grupos de trabalho para a limpeza do ambiente da escola, animação dos espaços, atividades de lazer, organização das atividades de campo e organização do refeitório.

Por fim, foi apresentada aos estudantes, a mística dimensão humana, que visa desenvolver a espiritualidade e as motivações do indivíduo. A atividade foi desenvolvida por meio da leitura de um texto e uma música, e ao final os participantes compartilharam, entre si, abraços e palavras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

XVI CONGRESSO DA SOCIEDADE INTERNACIONAL DE ETNOBIOLOGIA

O XVI Congresso da Sociedade Internacional de Etnobiologia, em conjunto com o XII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia, será...