CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sábado, 8 de abril de 2017

FEIRA TEMÁTICA DA REDE BRAGANTINA

Neste sábado, foi realizada a Feira Temática, como vivencias práticas da Campanha da Fraternidade 2017.vUma iniciativa que contou com apoio da Escola ECRAMA, CEDENPA e Prefeitura de Santa Luzia do Pará – Secretária de Meio Ambiente, Voluntários (as).
A Feira temática, motivou os empreendimentos e voluntárias e consumidores (as) a dar visibilidade aos produtos da sociobidiversidade da Amazônia, em particular nos agroecossistemas do Território Nordeste Paraense com a distribuição e troca de sementes, mudas de espécies florestais, ornamentais, medicinais e hortaliças não convencionais; (taioba, açafrão, vinagreira, ora pro nobis, cará....)
Das hortaliças não convencionais, foi colocado para degustação, o patê de Taioba, o arroz com Açafrão, paçoca de gergelim, bolo de macaxeira.
A Cooperativa Dos Caetés – Bragança, apresentou sua linha de cosmético hidratante, feito com óleos de Andiroba, Buriti, Murumuru.
A diversidade de produtos colocados a venda: frutas, milho verde, mel, gergelim, óleos de andiroba, de coco, de gergelim.
O ponto de Leitura, para crianças e jovens, a música da cultura popular foram destaque dessa Feira temática.
Com as vivencias desse dia, agricultores (as), consumidores (as), fortalecem a economia solidária, a defesa da produção agroecologica e da cultura dessa região.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...