CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

FÓRUM SOCIAL MUNDIAL TEMÁTICO – FSMT 2016



O Fórum Social Mundial Temático – FSMT 2016, que tem como tema Paz, Democracia, Direitos dos Povos e do Planeta, inicia na terça-feira, 19 de janeiro, com a Marcha de Abertura, a partir das 15 horas em Porto Alegre/RS. O trajeto da caminhada começa no Largo Glênio Peres, segue pela Avenida Borges de Medeiros e termina no Largo Zumbi com show de encerramento do cantor Chico César.
Comemorando 15 anos do evento, o FSMT será realizado de 19 a 23 de janeiro, em vários locais de Porto Alegre. Os chamados ‘territórios’ do Fórum compreendem


o Parque Farroupilha (Redenção), o Auditório Araújo Viana, o Largo Zumbi dos Palmares e o Acampamento da Juventude no Parque Harmonia, além da UFRGS, Assembleia Legislativa, Câmara Municipal, entre outros.
Em todos os espaços acontecem encontros e debates propostos por diversas entidades, as mesas de convergência (pela tarde) e atividades autogestionárias (pela manhã). Segundo Mauri Cruz, membro do comitê organizador do Fórum e da Associação Brasileira de Organizações Não-governamentais (Abong), todos os segmentos da sociedade e participantes locais, nacionais e internacionais estão representados nos debates. “Nosso papel não é determinar o caráter político do evento, mas deixar que os participantes definam as características”.
Durante o evento, haverá duas feiras de Economia Solidária, no Largo do Zumbi e no Parque da Redenção (entre o chafariz e o Monumento do Expedicionário), com artesanatos e alimentação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...