CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

quinta-feira, 16 de julho de 2015

REDE BRAGANTINA RECEBE PREMIO BOAS PRÁTICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

Em cerimônia realizada no dia 11 de Julho, na 22ª Feira Internacional do Cooperativismo (Feicoop) e 11ª Feira Latino Americana de Economia Solidária, representantes da Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores, recebem o premio de boas praticas de economia solidária, em memoria de Sandra Magalhães. O premio é uma iniciativa do BNDES, SENAES/MTE, e FBES. A entrega dos prêmios aconteceu no Centro de Referência em Economia Solidária Dom Ivo Lorscheiter, em Santa Maria-RS Em todo o Brasil foram premiados 48 empreendimentos de economia solidária – EES e suas Redes. Com esta iniciativa o Estado brasileiro reconhece o trabalho dos trabalhadores e trabalhadoras que organizam, propõem e praticam uma economia pautada em valores éticos, na produção e no consumo de bens e serviços.
Participaram da premiação, representando a Rede Bragantina, Vincenzino Ghirardi (assessoria) e Maria Jucelina (Associação Quilombola Tipitinga)

Parabéns a Rede Bragantina e seus empreendimentos associativos e as instituições que contribuíram para essa conquista, que possam continuar, no Pará, no Brasil e no Mundo a semear a justiça econômica de onde a Paz acontece!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...