CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

quinta-feira, 18 de outubro de 2012


I Edição do Concurso In Memoria Padre José Maria Albuquerque

O concurso Pe. José Maria Albuquerque visa promover a solidariedade, valorizar o saber popular na preservação e no uso das ervas medicinais para a saúde, e estimular a divulgação coletiva dessas experiências. Neste sentido, o concurso selecionará experiências que promovem o dialogo entre gerações, o trabalho coletivo entre alunos e alunas, a organizações presente nas comunidades, e por meio das práticas de Economia Solidária, lutar pelo reconhecimento de políticas publica que regulamentem o uso de fitoterápicos artesanal na rede de saúde do município.

Tema: Plantas curativas: saberes, uso, preservação entre gerações.

Objetivos:
Contribuir para o conhecimento da geração jovem sobre a importância da preservação e uso das plantas curativas.

Recuperar plantas da flora Amazônica, que apresentam propriedades curativas, segundo o saber tradicional.

Dar continuidade a obra do padre José Maria Albuquerque no conhecimento e difusão da importância das plantas da Amazônia para a farmacologia.

Estimular a solidariedade por meio de experiências e ações coletivas entre a comunidade escolar, em especial na zona rural.

Quem pode participar deste concurso?

Alunos e alunas, regularmente matriculado (a)  em escolas de ensino fundamental, a seguir:

Escolas de comunidades quilombola, onde existem associações membro da Rede Bragantina de Economia Solidária.

Escolas de Alternâncias e de comunidades rurais do Município de Santa Luzia do Pará

Escolas da sede do município de Santa Luzia do Pará, para alunos da 5ª a 8ª série dos turnos da tarde e da noite

Das inscrições e entrega de trabalhos de candidatos / as:

As inscrições estão abertas no período de 15 de Outubro até o dia 30 de Novembro, no horário das 8:00 as 11:30 e das 14:30 as 17:30, no seguinte local: escritório da Escola ECRAMA, no mesmo prédio da Cooperativa COOMAR

Do resultado e entrega dos prêmios:

O nome dos candidatos/as vencedores serão divulgados no decorrer da I Feira de Economia Solidária em Santa Luzia do Pará nos dias 13, 14 e 15 de Dezembro de 2012, em horário a ser comunicado.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESMATAMENTO NA BACIA DO XINGU DOBRA ENTRE MARÇO E ABRIL

A área desmatada na floresta amazônica que cerca a bacia do Rio Xingu  chegou a 12.342 hectares apenas em abril. O número é mais que o dob...