CONSTRUINDO RELAÇÕES ÉTICA E SOLIDÁRIA ENTRE O CAMPO E CIDADE

Minha foto
A Rede Bragantina de Economia Solidária Artes & Sabores é constituída por 15 (quinze) empreendimentos associativos, atuantes em quatros municípios do Território Nordeste Paraense. Essa Rede tem como entidade de apoio e fomento, a Escola de Formação Para Jovens Agricultores de Comunidades Rurais Amazônicas - ECRAMA e o Centro de Estudos e Defesa do Negro do Pará – CEDENPA, que desenvolvem atividades de educação formal profissionalizante, educação não formal e continuada quanto ao Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais. Esta organização trabalha com princípios e práticas da Economia Solidária, tendo como objetivo: DESENVOLVER E FOMENTAR AÇÕES COLETIVAS DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E CONSUMO CONSCIENTE, COM HOMENS E MULHERES DO CAMPO E DA CIDADE, VALORIZANDO OS SABERES E A CULTURA DOS POVOS DO BIOMA AMAZÔNICO.

SEGUIDORES

sábado, 28 de novembro de 2015

VATICANO: MOBILIZAÇÃO MUNDIAL EM DEFESA DA MÃE TERRA



O cardeal Peter Turkson, presidente do Conselho de Justiça e Paz do Vaticano, assinalou durante seu discurso enviado ao encontro recente da Rede Eclesial Pan-Amazônica [Repam] que, no próximo dia 29 de novembro, as pessoas estão chamadas a exercerem sua cidadania e responsabilidade ecológica, participando da grande mobilização mundial pela defesa da mãe terra.
"Em 29 de novembro, a história nos chama a exercer a cidadania ecológica, seja em oração ou marchando. Todos somos convidados a participar ativamente




desse grito mundial por nossa grande casa, por nossos irmãos e irmãs, vítimas da crise climática e ambiental, e pelas gerações vindouras. Laudato Si’ [la encícilica del Papa Francisco] é um chamado dramático à sensibilidade e solidariedade de todos nós. É um convite a construir o Reino de Deus através da esperança, do dialogo e da ação”, afirma Turkson.
Enfatizando a importância da recente encíclica do Papa, o cardeal indica que a Laudato si’ é um documento que entra em diálogo com "cada pessoa que habita este planeta,” com as instituições e as organizações. "Porque todos compartilham esta idêntica preocupação com a nossa casa comum”.
Em sua conferência à Repam, monsenhor Turkson indicou que "o Papa Francisco insta a todos – pessoas, famílias, comunidades locais, nações inteiras e à comunidade internacional – a uma "conversão ecológica”. De acordo com a expressão do Papa João Paulo II, "mudar de direção”, assumindo a beleza e a responsabilidade pela tarefa do "cuidado da nossa casa comum”, confessa a esperança na possibilidade de reverter a tendência: "pois a humanidade ainda possui a capacidade de colaborar para construir a nossa casa comum; os homens e as mulheres ainda são capazes de intervirem positivamente; nem tudo está perdido, porque os seres humanos, capazes de degradarem-se até o extremo, também podem se sobrepor, voltarem a optar pelo bem e regenerarem-se”.
Segundo o cardeal Turkson, o Sumo Pontífice fomenta decididamente um debate "honesto e aberto”, de modo que nem os interesses nem as ideologias particulares prejudiquem o bem comum. Se bem reconhece os fracassos de anteriores conferências mundiais, chama a acordos internacionais aplicáveis e ora por um resultado favorável nas discussões próximas. "Sem esquecer que o maior obstáculo para alcançar o caminho não é econômico, nem científico e nem sequer tecnológico. Mas bem o obstáculo se encontra dentro de nossas mentes e corações”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

I MODULO CURSO AGROECOLOGIA E CIDADANIA 2019

De 18 a 22 de Março, a escola ECRAMA realizou o primeiro módulo do curso Agroecologia e Cidadania. Na IV edição deste curso, participam ...